A Coordenadora de Comunicação Científica e médica veterinária da Equilíbrio (Total Alimentos), Bárbara Benitez, lista o que você precisa saber sobre os cães senis

 

  1. Idade. “Em média, os cães de porte pequeno a médio mostram sinais de envelhecimento aos 7 anos; os de grande porte ou gigante, aos 5 anos.”
  2. Sinais de envelhecimento. “Com o passar dos anos, o cãozinho pode apresentar pelagem mais seca, ganhar peso, tende a perder um pouco a musculatura e também pode ter problemas digestivos, mas tudo isso pode ser controlado com uma dieta balanceada e de qualidade.”
  3. Alimentação. “A alimentação adequada é uma grande aliada para amenizar os sinais de envelhecimento. O indicado é que o tutor ofereça rações super premium, que contêm proteínas de qualidade, fundamentais para a manutenção do tônus muscular.  Também é importante oferecer alimentos que tenham níveis equilibrados de antioxidantes (vitamina E e Selênio) que retardam o envelhecimento das células e ômegas 3 e 6, que têm ação anti-inflamatória.
  4. Comportamento. “Os cães senis são mais calmos e têm menos energia que os mais novos. Mesmo assim, continue incentivando a atividade física de seu cãozinho e brincadeiras, mas respeite o novo tempo dele. Esse cuidado ajuda a evitar sobrepeso, muito comum nessa fase da vida.”
  5. Saúde cardíaca e renal. “Os níveis de sódio e fósforo dos alimentos para cães senis precisam ser adequados, reduzidos para auxiliar na manutenção da saúde dos rins e do coração. É importante também que o alimento contenha ingredientes funcionais, como a L-Carnitina e Taurina que também ajudam na saúde cardíaca. ”

A médica veterinária da Equilíbrio ressalta ainda a importância das visitas ao veterinário “ As consultas podem contribuir para uma vida geriátrica mais saudável e para a longevidade do animal, uma vez que o clínico poderá detectar precocemente quadros de doenças, se estiverem presentes, e indicar o melhor alimento para esta fase”, explica Bárbara.