Gatos adoram o aconchego de lugares quentinhos no inverno. Mas isso não significa que eles fiquem mais confortáveis no verão. Bem ao contrário, os felinos são sensíveis em relação às altas temperaturas e precisam de cuidados especiais por todo o verão. Confira, aqui, algumas recomendações para que seu bichano enfrente bem esta estação

Por Dalila magarian

Quem passa pelo apartamento da produtora de moda e figurino Maria Reis, no Rio de Janeiro, dá de encontro a uma cena divertida nos dias quentes: Fred, um lindo gato siamês, aparece refastelado sobre a cama, de barriga para cima, bem na frente do ventilador. “Esse é o lugar favorito dele o verão inteiro”, conta Maria, que também é dona de outros dois bichanos de raça não definida: Martin e Nina. Os três vivem juntos e em harmonia, mas têm gostos bem diferentes quando a temperatura aumenta. Enquanto Fred monopoliza a brisa artificial do ventilador, Martin prefere o piso frio da cozinha ou do banheiro. Já Nina, a menorzinha, se instala perto da janela, para aproveitar o vento natural. “Ela detesta ventilador e ar-condicionado e não dorme no quarto se o aparelho estiver ligado”, comenta sua dona.

A produtora Maria Reis e seus bichanos cheios de calor: Martin (no colo), Nina (em cima) e Fred (no braço do sofá)

Pias, banheiras, pisos de cerâmica e até vasos de planta vazios são alguns dos lugares nos quais os bichanos costumam ficar para se protegerem do calor. Embora os felinos possuam glândulas sudoríparas espalhadas por todo o corpo, eles têm por hábito beber menos água, o que pode deixá-los desidratados quando permanecem em ambientes e abafados. “É preciso incentivar o maior consumo de líquidos nos dias quentes e usar, preferencialmente, fontes próprias para gatos, que adoram tomar água corrente”, sugere a veterinária Fernanda Cioffetti Marques, de São Paulo, consultora da Vetnil.

O bebedouro “Fresh Sips Less Stress Pet Fountain” (da marca Oster), por exemplo, pode ser uma opção interessante. O aparelho (à venda na Amazon.com, por 39 dólares) oferece água filtrada e com bolhas – tudo o que os felinos mais gostam. Já o modelo “PetSafe Drinkwell Seascape” (74 dólares, também na Amazon.com) oferece, como diferencial, o design elegante, feito de cerâmica e fácil limpeza.

Bebedouro borbulhante “Fresh Sips Less Stress Pet Fountain”, da marca Oster

Bebedouro “PetSafe Drinkwell Seascape”: feito de cerâmica, para água mais fresca

A alimentação precisa ser sempre fresca, pois o calor pode deteriorar inclusive a ração. A veterinária Fernanda sugere oferecer ração úmida no lugar da seca nos dias mais quentes, para refrescar o organismo dos gatos. Nos casos em que o bichano se mostrar muito prostrado, pode ser impoante ministrar a ele também um eletrolítico pet, ou seja, uma suplementação reidratante via oral. “Probióticos são igualmente úteis para melhorar a absorção de nutrientes e auxiliar na síntese de vitaminas e proteínas”, completa a doutora Fernanda.

BEM-TRATADOS
O administrador de empresas Gerson Sabbá costuma escovar diariamente seus dois bichanos: Félix e Pretinha. “Eles usam as lambidas para resfriar a pele com saliva, porque isso diminui a temperatura corporal. Então, eliminar os pelos soltos facilita o trabalho deles”, explica Sabbá. Como seus companheiros peludos não são fãs do ar-condicionado, o administrador mandou instalar ventiladores de teto em todos os cômodos do apartamento. Ele também costuma pôr cubos de gelo dentro dos potes de água, para que o líquido permaneça fresco por mais tempo. “O veterinário também recomendou deixar toalhas úmidas disponíveis em alguns lugares da casa, assim eles podem se deitar sobre elas quando sentirem muito calor”, conta Gerson.

Félix e Pretinha, os gatos bem-cuidados do administrador Gerson Sabbá

O local onde os gatinhos dormem também deve ser preparado para atravessar as noites acaloradas. Uma das opções é colocar um tipo de estrado de material vazado, que permite a passagem de ar. Na loja da Amazon.com, a “ custa, em média, 20 euros. Outra dica é instalar mini redes embaixo de cadeiras, como as vendidas pelo site Cat Crib  por 20 dólares. Afinal, nesta época, as camas e tocas costumam mesmo ficar abafadas.

Cama elevada com material refrescante para pets

Cat crib: rede para gatos

Apesar de todos os cuidados, infelizmente alguns gatos podem vir a apresentar um quadro severo de hipertermia em razão do calor excessivo. Os sintomas incluem salivação excessiva, respiração ofegante, desidratação, arritmias cardíacas, constipação, vômitos ou diarreia. Caso observe um desses sinais, a recomendação é chamar o veterinário e não esperar que o quadro se agrave ainda mais. Feliz e fresquinho, seu gato vai ronronar de satisfação!